Coluna Verbral: Hérnia Discal, Cervical, Lombar e Dor Ciática em Viseu – Clínica Dr. Paulo Borges

O que é a hérnia discal?

hérnia discal  é um deslocamento de parte do disco intervertebral para fora da sua localização anatómica normal, podendo comprimir as estruturas nervosas vizinhas, causando dor e alterações neurológicas.

Os discos intervertebrais constituem articulações entre as vértebras permitindo o movimento da coluna vertebral e a absorção de choques. Cada disco é formado por uma camada externa firme, envolvendo um centro gelatinoso. No centro da coluna encontra-se o canal vertebral, onde estão a medula e os nervos espinhais.

O aparecimento de uma fenda no ânulo permite a passagem de material do núcleo para o canal vertebral, constituindo a hérnia discal, que vai provocar sintomas ao pressionar a medula ou os nervos.

Conforme a localização na coluna vertebral chama-mos a hérnia por hérnia discal cervical, dorsal e lombar.

Hérnias discais – causas e sintomas

Na infância e adolescência os discos são bem hidratados, mas à medida que envelhecemos, o conteúdo de água vai diminuindo, tornando os discos menos elásticos e mais suscetíveis a lesões, sendo o aparecimento de hérnias discais mais frequente entre os 30 e os 55 anos de idade.

A genética, trabalhos laborais pesados, pegar em pesos de forma errada, tabaco, excesso de peso, esforços repetitivos são fatores de risco para o aparecimento de uma hérnias discais, mas é comum que o doente não se recorde de nenhuma atividade ou acontecimento particular que tenham desencadeado os sintomas.

Sintomas de hérnias discais

Os sintomas são provocados pela compressão e inflamação dos nervos ou da medula, e variam conforme a localização da hérnia discal.

MARCAÇÃO DE CONSULTA ATRAVÉS DO TELM: 966 862 376

DR. PAULO BORGES – MÉDICO ESPECIALISTA EM MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E TERAPIA DA DOR

PÓS-GRADUADO EM OZONOTERAPIA MEDICINAL

Consulta/Tratamentos para as Hérnias Discais em Viseu – Clínica Dr. Paulo Borges

O que é a hérnia discal?

hérnia discal  é um deslocamento de parte do disco intervertebral para fora da sua localização anatómica normal, podendo comprimir as estruturas nervosas vizinhas, causando dor e alterações neurológicas.

Os discos intervertebrais constituem articulações entre as vértebras permitindo o movimento da coluna vertebral e a absorção de choques. Cada disco é formado por uma camada externa firme, envolvendo um centro gelatinoso. No centro da coluna encontra-se o canal vertebral, onde estão a medula e os nervos espinhais.

O aparecimento de uma fenda no ânulo permite a passagem de material do núcleo para o canal vertebral, constituindo a hérnia discal, que vai provocar sintomas ao pressionar a medula ou os nervos.

Conforme a localização na coluna vertebral chama-mos a hérnia por hérnia discal cervical, dorsal e lombar.

Hérnias discais – causas e sintomas

Na infância e adolescência os discos são bem hidratados, mas à medida que envelhecemos, o conteúdo de água vai diminuindo, tornando os discos menos elásticos e mais suscetíveis a lesões, sendo o aparecimento de hérnias discais mais frequente entre os 30 e os 55 anos de idade.

A genética, trabalhos laborais pesados, pegar em pesos de forma errada, tabaco, excesso de peso, esforços repetitivos são fatores de risco para o aparecimento de uma hérnias discais, mas é comum que o doente não se recorde de nenhuma atividade ou acontecimento particular que tenham desencadeado os sintomas.

Sintomas de hérnias discais

Os sintomas são provocados pela compressão e inflamação dos nervos ou da medula, e variam conforme a localização da hérnia discal.

MARCAÇÃO DE CONSULTA ATRAVÉS DO TELM: 966 862 376

DR. PAULO BORGES – MÉDICO ESPECIALISTA EM MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E TERAPIA DA DOR

PÓS-GRADUADO EM OZONOTERAPIA MEDICINAL

CONSULTAS DE ACUPUNTURA – OZONOTERAPIA MEDICINAL – MESOTERAPIA DA DOR EM VISEU – CLÍNICA DR. PAULO BORGES

Acupuntura

Terapia que consiste na aplicação de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo, reequilibrando a energia vital do organismo. Tem como alguns objetivos o tratamento de diversas doenças físicas agudas ou crónicas, distúrbios emocionais, além de melhorar o sistema imunitário. Estimula as terminações nervosas existentes na pele e nos outros tecidos, otimizando a produção de energia, diminuição do stress, bem como desencadear diferentes efeitos no corpo como ação analgésica e anti-inflamatória.

PARA MAIS INFORMAÇÕES CONTACTAR 966 862 376

DR. PAULO BORGES – MÉDICO ESPECIALISTA EM MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

PÓS-GRADUADO EM OZONOTERAPIA MEDICINAL

ESPECIALISTA EM TRATAMENTO DE DOR

Tratamento com Toxina Botulínica “BOTOX” em Viseu – Clínica Dr. Paulo Borges

O tratamento com a toxina botulínica, conhecida por “botox” é um procedimento cosmetológico para a prevenção e alisamento de rugas de expressão e outras rugas na cara. A toxina botulínica provoca um relaxamento muscular, atenuando assim as rugas ou mesmo levando ao seu desaparecimento, tendo também um efeito preventivo uma vez que impede o aparecimento de novas rugas e estimula a produção de colagénio. Entre as linhas tratadas estão as rugas da testa, a glabela (espaço entre as sobrancelhas) e, os “pés de galinha”, rugas que se formam na região dos olhos.

Como é feito este procedimento

A toxina botulínica vem em frascos como o pó sendo necessário diluição com soro fisiológico. Ela é injetada na área a ser tratada com distância de 1.5cm de um ponto para o outro. A aplicação é praticamente indolor, porém o local deve ser detalhadamente estudado pelo especialista, para que o resultado seja o mais natural possível. A dosagem do medicamento é calculada individualmente e depende da idade, sexo, oleosidade da pele e do quanto as rugas estão pronunciadas.

O procedimento demora de 5 a 15 minutos. O resultado da aplicação do botox em estética começa a ser notado no prazo de dois a cinco dias a partir do momento da aplicação. Os resultados tornam-se mais pronunciados por até duas semanas. A partir de então os resultados permanecerão estáveis pelo período aproximado de quatro a seis meses.

Vantagens de tratamento com toxina botulínica

  • eliminação e prevenção de rugas de expressão
  • traz aparência mais jovem, mantendo as expressões naturais do rosto
  • atua apenas nas zonas onde foi injetado
  • pode ser feito em qualquer altura do ano

Contraindicações

  • Doenças oncológicas
  • Gravidez e aleitamento
  • Alergia
  • Infeções agudas

Dr. Paulo Borges – Marcação de Consultas através do Telm: 966 862 376

Clínicas em : VISEU, FIGUEIRA DA FOZ, CARREGAL DO SAL, SANTA COMBA DÃO, NELAS, CARAPINHEIRA (MONTEMOR-O-VELHO), SILGUEIROS, LAGARES DA BEIRA E GUARDA.

Harmonização facial – Aplicação de Botox e Ácido Hialurónico – Clínica Dr. Paulo Borges – Viseu

Como é a aplicação do Botox

A toxina botulínica é injetada no tecido subcutâneo por agulhas muito finas e em pequenas quantidades, proporcionando um efeito de estiramento da pele de maneira rápida. O resultado não é imediato, contudo as primeiras alterações começam a aparecer depois de três a quatro dias após o procedimento. A vantagem deste tratamento é que o rosto não fica inchado nos pontos das aplicações .

A técnica é indicada para suavizar as rugas dinâmicas, ou seja, aquelas que ficam visíveis conforme as expressões do rosto, como as linhas da testa e os pés-de-galinha. Para as rugas profundas e evidentes e recuperação do volume do rosto e dos lábios são indicados outros procedimentos, como o preenchimento à base de ácido hialurónico.

Indicações para fins estéticos

  • Suavizar rugas e linhas de expressão (testa, sobrancelhas, pés-de-galinha).

CONSULTAS NAS CLÍNICAS (VISEU) :

CSH – CENTRO SAÚDE FAMILIAR DE VISEU

CLÍNICA MÉDICA AFONSO CERQUEIRA

CLÍNICAS MÉDICAS (FIGUEIRA DA FOZ):

CENTRO CLÍNICO DR PEDRO SANTOS E FILHOS – OBRA DA FIGUEIRA;

CENTRO CLÍNICO DR PEDRO SANTOS (CARAPINHEIRA) – MONTEMOR-O-VELHO;

CLÍNICA MÉDICA SÃO MIGUEL (AMBITAREFA) – GUARDA

CLÍNICA MÉDICA DR. VASCO JORGE – CARREGAL DO SAL

MARCAÇÕES CONSULTAS / INFORMAÇÕES

CONTACTAR TELM: 966 862 376

DR PAULO BORGES

Medicina Estética – Botox – Ácido Hialurónico – Viseu – Clínica Dr. Paulo Borges

Como é a aplicação do Botox

A toxina botulínica é injetada no tecido subcutâneo por agulhas muito finas e em pequenas quantidades, proporcionando um efeito de estiramento da pele de maneira rápida. O resultado não é imediato, contudo as primeiras alterações começam a aparecer depois de três a quatro dias após o procedimento. A vantagem deste tratamento é que o rosto não fica inchado nos pontos das aplicações .

A técnica é indicada para suavizar as rugas dinâmicas, ou seja, aquelas que ficam visíveis conforme as expressões do rosto, como as linhas da testa e os pés-de-galinha. Para as rugas profundas e evidentes e recuperação do volume do rosto e dos lábios são indicados outros procedimentos, como o preenchimento à base de ácido hialurónico.

Indicações para fins estéticos

  • Suavizar rugas e linhas de expressão (testa, sobrancelhas, pés-de-galinha).

CONSULTAS NAS CLÍNICAS (VISEU) :

CSH – CENTRO SAÚDE FAMILIAR DE VISEU

CLÍNICA MÉDICA AFONSO CERQUEIRA

CLÍNICAS MÉDICAS (FIGUEIRA DA FOZ):

CENTRO CLÍNICO DR PEDRO SANTOS E FILHOS – OBRA DA FIGUEIRA;

CENTRO CLÍNICO DR PEDRO SANTOS (CARAPINHEIRA) – MONTEMOR-O-VELHO;

CLÍNICA MÉDICA SÃO MIGUEL (AMBITAREFA) – GUARDA

CLÍNICA MÉDICA DR. VASCO JORGE – CARREGAL DO SAL

MARCAÇÕES CONSULTAS / INFORMAÇÕES

CONTACTAR TELM: 966 862 376

DR PAULO BORGES

Acupuntura – Saúde e Bem-Estar – Clínica de Acupuntura Dr. Paulo Borges – Nelas

Como funciona a acupuntura

Como funciona a acupuntura, é possível fazer uma comparação com o sistema circulatório humano: todos nós temos milhares de veias e artérias, grandes e minúsculas, como um encanamento extremamente complexo, responsável em garantir que cada milímetro do corpo seja nutrido com o sangue.

Para a acupuntura, existe uma segunda rede complexa de transmissão no corpo, que carrega energia e que também nutre nosso organismo todo.

Este sistema complexo permite que a energia seja levada de forma equilibrada a todos os tecidos, órgãos, vísceras, músculos, tendões, ossos, etc.

Quando uma pessoa sente dores e ou está com doenças, a acupuntura acredita que são alterações no equilíbrio energético, seja no fluxo ou na concentração da energia.

Por exemplo, uma dor de cabeça em pressão pode ser interpretada como um excesso de energia na cabeça, devido a algum bloqueio em níveis inferiores, ou em algum órgão ou víscera que tenha relação com a cabeça; problemas respiratórios podem ser vistos como uma fraqueza energética do pulmão; dores nas costas podem estar associadas a um desequilíbrio entre os dois principais tipos de energia (Yin e Yang) do rim.

O que separa os princípios da acupuntura com os da medicina ocidental é justamente este conceito de energia. Esta não pode ser visualizada ou tocada e apenas pessoas mais atenciosas conseguem senti-la, tornando difícil provar sua existência, sem que a pessoa passe por uma experiência específica, seja em uma sessão de tratamento ou mesmo prestando muita atenção ao corpo em várias situações do dia-a-dia.

Uma vez identificada a presença e os trajetos desta rede de vasos que transportam a energia, os estudiosos (por volta de cinco mil anos atrás) descobriram que ela poderia ser alterada e controlada por meio do estímulo de pontos específicos. Como válvulas e torneiras de um encanamento, estes pontos teriam o efeito de equilibrar o fluxo da energia, caso fossem estimulados corretamente.

Após estimular com dedos, pedras, pedaços de madeiras, plantas e partes de animais, finalmente chegou-se a agulha que temos hoje. A agulha seria o material mais evoluído que temos agora, responsável por estimular os pontos de nosso corpo que auxiliam nos tratamentos energéticos.

Como é a sessão de acupuntura

Uma sessão de acupuntura inicia-se com a avaliação energética. Nesta avaliação são identificadas as causas dos distúrbios que geram os sintomas na pessoa com uma entrevista (anamnese :questionários com diversas perguntas associadas aos hábitos de vida, presença de doenças, histórico familiar, sintomas, queixas, etc) e da observação dos pulsos, da língua, olhos e outras tantas características, que variam conforme a técnica que o médico irá utilizar.

Depois de identificadas estas causas, os pontos para a inserção das agulhas serão escolhidos e tem início a colocação dos objetos.

Na maioria das vezes a pessoa fica deitada de 30 a 40 minutos com as agulhas, que são esterilizadas e descartáveis, sendo quase nulo o risco de infecção ao paciente.

Ao terminar, as agulhas são retiradas e as mudanças e melhoras podem ser sentidas tanto imediatamente pela pessoa ou em alguns dias – depende de cada caso e da sensibilidade do paciente.

É difícil prever um número definido de sessões até o indivíduo receber alta.

Cuidados antes da acupuntura

Antes da sessão de acupuntura, é importante que a pessoa não esteja de jejum prolongado (o ideal é se alimentar uma hora antes).

Outra orientação é que evite tomar café preto, chá preto, ou ingerir qualquer alimento que possua corante que altere a coloração da língua, pois isto pode prejudicar a avaliação.

Também é importante que não deixe de usar os remédios que tem costume, para chegar à consulta o mais próximo do habitual.

Cuidados após a sessão de acupuntura

Ao fim da sessão de acupuntura, é recomendado que o paciente adote mudanças na alimentação, rotina, observação e comportamento, relacionadas ao aspecto energético. Isso tudo para que ele tenha mais chances de potencializar e manter os benefícios da sessão, atingindo mais rapidamente a cura.

Em alguns casos os pacientes podem se sentir estranhos após uma sessão, geralmente após a primeira, pois foram estimulados de uma maneira totalmente diferente da que estão acostumados.

Não são raros episódios de alterações de estômago, intestino, urina ou mesmo comportamentais (maior distração, por exemplo); no entanto, costumam durar apenas alguns dias e indicam que a energia do corpo está sendo alterada, para encontrar um novo equilíbrio.

Para que serve e benefícios da acupuntura

A acupuntura serve para recuperar o equilíbrio energético do corpo. Desse modo, a técnica ajuda no tratamento de uma série de quadros médicos, principalmente dores, dificuldades para dormir. Tratamentos mais complexos como cancro, problemas de coração, alterações hormonais, entre outros, devem estar sempre acompanhados por médicos especialistas, fazendo um trabalho em conjunto, quando indicado.

Dr Paulo Borges – Médico Especialista em Medicina Tradicional Chinesa

Pós-graduado em Ozonoterapia Medicinal

Marcações de Consultas através do Telm: 966 862 376

Acupuntura – Saúde e Bem-Estar – Clínica de Acupuntura Dr. Paulo Borges – Figueira da Foz

Como funciona a acupuntura

Como funciona a acupuntura, é possível fazer uma comparação com o sistema circulatório humano: todos nós temos milhares de veias e artérias, grandes e minúsculas, como um encanamento extremamente complexo, responsável em garantir que cada milímetro do corpo seja nutrido com o sangue.

Para a acupuntura, existe uma segunda rede complexa de transmissão no corpo, que carrega energia e que também nutre nosso organismo todo.

Este sistema complexo permite que a energia seja levada de forma equilibrada a todos os tecidos, órgãos, vísceras, músculos, tendões, ossos, etc.

Quando uma pessoa sente dores e ou está com doenças, a acupuntura acredita que são alterações no equilíbrio energético, seja no fluxo ou na concentração da energia.

Por exemplo, uma dor de cabeça em pressão pode ser interpretada como um excesso de energia na cabeça, devido a algum bloqueio em níveis inferiores, ou em algum órgão ou víscera que tenha relação com a cabeça; problemas respiratórios podem ser vistos como uma fraqueza energética do pulmão; dores nas costas podem estar associadas a um desequilíbrio entre os dois principais tipos de energia (Yin e Yang) do rim.

O que separa os princípios da acupuntura com os da medicina ocidental é justamente este conceito de energia. Esta não pode ser visualizada ou tocada e apenas pessoas mais atenciosas conseguem senti-la, tornando difícil provar sua existência, sem que a pessoa passe por uma experiência específica, seja em uma sessão de tratamento ou mesmo prestando muita atenção ao corpo em várias situações do dia-a-dia.

Uma vez identificada a presença e os trajetos desta rede de vasos que transportam a energia, os estudiosos (por volta de cinco mil anos atrás) descobriram que ela poderia ser alterada e controlada por meio do estímulo de pontos específicos. Como válvulas e torneiras de um encanamento, estes pontos teriam o efeito de equilibrar o fluxo da energia, caso fossem estimulados corretamente.

Após estimular com dedos, pedras, pedaços de madeiras, plantas e partes de animais, finalmente chegou-se a agulha que temos hoje. A agulha seria o material mais evoluído que temos agora, responsável por estimular os pontos de nosso corpo que auxiliam nos tratamentos energéticos.

Como é a sessão de acupuntura

Uma sessão de acupuntura inicia-se com a avaliação energética. Nesta avaliação são identificadas as causas dos distúrbios que geram os sintomas na pessoa com uma entrevista (anamnese :questionários com diversas perguntas associadas aos hábitos de vida, presença de doenças, histórico familiar, sintomas, queixas, etc) e da observação dos pulsos, da língua, olhos e outras tantas características, que variam conforme a técnica que o médico irá utilizar.

Depois de identificadas estas causas, os pontos para a inserção das agulhas serão escolhidos e tem início a colocação dos objetos.

Na maioria das vezes a pessoa fica deitada de 30 a 40 minutos com as agulhas, que são esterilizadas e descartáveis, sendo quase nulo o risco de infecção ao paciente.

Ao terminar, as agulhas são retiradas e as mudanças e melhoras podem ser sentidas tanto imediatamente pela pessoa ou em alguns dias – depende de cada caso e da sensibilidade do paciente.

É difícil prever um número definido de sessões até o indivíduo receber alta.

Cuidados antes da acupuntura

Antes da sessão de acupuntura, é importante que a pessoa não esteja de jejum prolongado (o ideal é se alimentar uma hora antes).

Outra orientação é que evite tomar café preto, chá preto, ou ingerir qualquer alimento que possua corante que altere a coloração da língua, pois isto pode prejudicar a avaliação.

Também é importante que não deixe de usar os remédios que tem costume, para chegar à consulta o mais próximo do habitual.

Cuidados após a sessão de acupuntura

Ao fim da sessão de acupuntura, é recomendado que o paciente adote mudanças na alimentação, rotina, observação e comportamento, relacionadas ao aspecto energético. Isso tudo para que ele tenha mais chances de potencializar e manter os benefícios da sessão, atingindo mais rapidamente a cura.

Em alguns casos os pacientes podem se sentir estranhos após uma sessão, geralmente após a primeira, pois foram estimulados de uma maneira totalmente diferente da que estão acostumados.

Não são raros episódios de alterações de estômago, intestino, urina ou mesmo comportamentais (maior distração, por exemplo); no entanto, costumam durar apenas alguns dias e indicam que a energia do corpo está sendo alterada, para encontrar um novo equilíbrio.

Para que serve e benefícios da acupuntura

A acupuntura serve para recuperar o equilíbrio energético do corpo. Desse modo, a técnica ajuda no tratamento de uma série de quadros médicos, principalmente dores, dificuldades para dormir. Tratamentos mais complexos como cancro, problemas de coração, alterações hormonais, entre outros, devem estar sempre acompanhados por médicos especialistas, fazendo um trabalho em conjunto, quando indicado.

Dr Paulo Borges – Médico Especialista em Medicina Tradicional Chinesa

Pós-graduado em Ozonoterapia Medicinal

Marcações de Consultas através do Telm: 966 862 376

Acupuntura – Saúde e Bem-Estar – Clínica de Acupuntura Dr. Paulo Borges – Guarda

Como funciona a acupuntura

Como funciona a acupuntura, é possível fazer uma comparação com o sistema circulatório humano: todos nós temos milhares de veias e artérias, grandes e minúsculas, como um encanamento extremamente complexo, responsável em garantir que cada milímetro do corpo seja nutrido com o sangue.

Para a acupuntura, existe uma segunda rede complexa de transmissão no corpo, que carrega energia e que também nutre nosso organismo todo.

Este sistema complexo permite que a energia seja levada de forma equilibrada a todos os tecidos, órgãos, vísceras, músculos, tendões, ossos, etc.

Quando uma pessoa sente dores e ou está com doenças, a acupuntura acredita que são alterações no equilíbrio energético, seja no fluxo ou na concentração da energia.

Por exemplo, uma dor de cabeça em pressão pode ser interpretada como um excesso de energia na cabeça, devido a algum bloqueio em níveis inferiores, ou em algum órgão ou víscera que tenha relação com a cabeça; problemas respiratórios podem ser vistos como uma fraqueza energética do pulmão; dores nas costas podem estar associadas a um desequilíbrio entre os dois principais tipos de energia (Yin e Yang) do rim.

O que separa os princípios da acupuntura com os da medicina ocidental é justamente este conceito de energia. Esta não pode ser visualizada ou tocada e apenas pessoas mais atenciosas conseguem senti-la, tornando difícil provar sua existência, sem que a pessoa passe por uma experiência específica, seja em uma sessão de tratamento ou mesmo prestando muita atenção ao corpo em várias situações do dia-a-dia.

Uma vez identificada a presença e os trajetos desta rede de vasos que transportam a energia, os estudiosos (por volta de cinco mil anos atrás) descobriram que ela poderia ser alterada e controlada por meio do estímulo de pontos específicos. Como válvulas e torneiras de um encanamento, estes pontos teriam o efeito de equilibrar o fluxo da energia, caso fossem estimulados corretamente.

Após estimular com dedos, pedras, pedaços de madeiras, plantas e partes de animais, finalmente chegou-se a agulha que temos hoje. A agulha seria o material mais evoluído que temos agora, responsável por estimular os pontos de nosso corpo que auxiliam nos tratamentos energéticos.

Como é a sessão de acupuntura

Uma sessão de acupuntura inicia-se com a avaliação energética. Nesta avaliação são identificadas as causas dos distúrbios que geram os sintomas na pessoa com uma entrevista (anamnese :questionários com diversas perguntas associadas aos hábitos de vida, presença de doenças, histórico familiar, sintomas, queixas, etc) e da observação dos pulsos, da língua, olhos e outras tantas características, que variam conforme a técnica que o médico irá utilizar.

Depois de identificadas estas causas, os pontos para a inserção das agulhas serão escolhidos e tem início a colocação dos objetos.

Na maioria das vezes a pessoa fica deitada de 30 a 40 minutos com as agulhas, que são esterilizadas e descartáveis, sendo quase nulo o risco de infecção ao paciente.

Ao terminar, as agulhas são retiradas e as mudanças e melhoras podem ser sentidas tanto imediatamente pela pessoa ou em alguns dias – depende de cada caso e da sensibilidade do paciente.

É difícil prever um número definido de sessões até o indivíduo receber alta.

Cuidados antes da acupuntura

Antes da sessão de acupuntura, é importante que a pessoa não esteja de jejum prolongado (o ideal é se alimentar uma hora antes).

Outra orientação é que evite tomar café preto, chá preto, ou ingerir qualquer alimento que possua corante que altere a coloração da língua, pois isto pode prejudicar a avaliação.

Também é importante que não deixe de usar os remédios que tem costume, para chegar à consulta o mais próximo do habitual.

Cuidados após a sessão de acupuntura

Ao fim da sessão de acupuntura, é recomendado que o paciente adote mudanças na alimentação, rotina, observação e comportamento, relacionadas ao aspecto energético. Isso tudo para que ele tenha mais chances de potencializar e manter os benefícios da sessão, atingindo mais rapidamente a cura.

Em alguns casos os pacientes podem se sentir estranhos após uma sessão, geralmente após a primeira, pois foram estimulados de uma maneira totalmente diferente da que estão acostumados.

Não são raros episódios de alterações de estômago, intestino, urina ou mesmo comportamentais (maior distração, por exemplo); no entanto, costumam durar apenas alguns dias e indicam que a energia do corpo está sendo alterada, para encontrar um novo equilíbrio.

Para que serve e benefícios da acupuntura

A acupuntura serve para recuperar o equilíbrio energético do corpo. Desse modo, a técnica ajuda no tratamento de uma série de quadros médicos, principalmente dores, dificuldades para dormir. Tratamentos mais complexos como cancro, problemas de coração, alterações hormonais, entre outros, devem estar sempre acompanhados por médicos especialistas, fazendo um trabalho em conjunto, quando indicado.

Dr Paulo Borges – Médico Especialista em Medicina Tradicional Chinesa

Pós-graduado em Ozonoterapia Medicinal

Marcações de Consultas através do Telm: 966 862 376

Acupuntura – Saúde e Bem-Estar – Clínica de Acupuntura Dr. Paulo Borges – Viseu

Como funciona a acupuntura

Como funciona a acupuntura, é possível fazer uma comparação com o sistema circulatório humano: todos nós temos milhares de veias e artérias, grandes e minúsculas, como um encanamento extremamente complexo, responsável em garantir que cada milímetro do corpo seja nutrido com o sangue.

Para a acupuntura, existe uma segunda rede complexa de transmissão no corpo, que carrega energia e que também nutre nosso organismo todo.

Este sistema complexo permite que a energia seja levada de forma equilibrada a todos os tecidos, órgãos, vísceras, músculos, tendões, ossos, etc.

Quando uma pessoa sente dores e ou está com doenças, a acupuntura acredita que são alterações no equilíbrio energético, seja no fluxo ou na concentração da energia.

Por exemplo, uma dor de cabeça em pressão pode ser interpretada como um excesso de energia na cabeça, devido a algum bloqueio em níveis inferiores, ou em algum órgão ou víscera que tenha relação com a cabeça; problemas respiratórios podem ser vistos como uma fraqueza energética do pulmão; dores nas costas podem estar associadas a um desequilíbrio entre os dois principais tipos de energia (Yin e Yang) do rim.

O que separa os princípios da acupuntura com os da medicina ocidental é justamente este conceito de energia. Esta não pode ser visualizada ou tocada e apenas pessoas mais atenciosas conseguem senti-la, tornando difícil provar sua existência, sem que a pessoa passe por uma experiência específica, seja em uma sessão de tratamento ou mesmo prestando muita atenção ao corpo em várias situações do dia-a-dia.

Uma vez identificada a presença e os trajetos desta rede de vasos que transportam a energia, os estudiosos (por volta de cinco mil anos atrás) descobriram que ela poderia ser alterada e controlada por meio do estímulo de pontos específicos. Como válvulas e torneiras de um encanamento, estes pontos teriam o efeito de equilibrar o fluxo da energia, caso fossem estimulados corretamente.

Após estimular com dedos, pedras, pedaços de madeiras, plantas e partes de animais, finalmente chegou-se a agulha que temos hoje. A agulha seria o material mais evoluído que temos agora, responsável por estimular os pontos de nosso corpo que auxiliam nos tratamentos energéticos.

Como é a sessão de acupuntura

Uma sessão de acupuntura inicia-se com a avaliação energética. Nesta avaliação são identificadas as causas dos distúrbios que geram os sintomas na pessoa com uma entrevista (anamnese :questionários com diversas perguntas associadas aos hábitos de vida, presença de doenças, histórico familiar, sintomas, queixas, etc) e da observação dos pulsos, da língua, olhos e outras tantas características, que variam conforme a técnica que o médico irá utilizar.

Depois de identificadas estas causas, os pontos para a inserção das agulhas serão escolhidos e tem início a colocação dos objetos.

Na maioria das vezes a pessoa fica deitada de 30 a 40 minutos com as agulhas, que são esterilizadas e descartáveis, sendo quase nulo o risco de infecção ao paciente.

Ao terminar, as agulhas são retiradas e as mudanças e melhoras podem ser sentidas tanto imediatamente pela pessoa ou em alguns dias – depende de cada caso e da sensibilidade do paciente.

É difícil prever um número definido de sessões até o indivíduo receber alta.

Cuidados antes da acupuntura

Antes da sessão de acupuntura, é importante que a pessoa não esteja de jejum prolongado (o ideal é se alimentar uma hora antes).

Outra orientação é que evite tomar café preto, chá preto, ou ingerir qualquer alimento que possua corante que altere a coloração da língua, pois isto pode prejudicar a avaliação.

Também é importante que não deixe de usar os remédios que tem costume, para chegar à consulta o mais próximo do habitual.

Cuidados após a sessão de acupuntura

Ao fim da sessão de acupuntura, é recomendado que o paciente adote mudanças na alimentação, rotina, observação e comportamento, relacionadas ao aspecto energético. Isso tudo para que ele tenha mais chances de potencializar e manter os benefícios da sessão, atingindo mais rapidamente a cura.

Em alguns casos os pacientes podem se sentir estranhos após uma sessão, geralmente após a primeira, pois foram estimulados de uma maneira totalmente diferente da que estão acostumados.

Não são raros episódios de alterações de estômago, intestino, urina ou mesmo comportamentais (maior distração, por exemplo); no entanto, costumam durar apenas alguns dias e indicam que a energia do corpo está sendo alterada, para encontrar um novo equilíbrio.

Para que serve e benefícios da acupuntura

A acupuntura serve para recuperar o equilíbrio energético do corpo. Desse modo, a técnica ajuda no tratamento de uma série de quadros médicos, principalmente dores, dificuldades para dormir. Tratamentos mais complexos como cancro, problemas de coração, alterações hormonais, entre outros, devem estar sempre acompanhados por médicos especialistas, fazendo um trabalho em conjunto, quando indicado.

Dr Paulo Borges – Médico Especialista em Medicina Tradicional Chinesa

Pós-graduado em Ozonoterapia Medicinal

Marcações de Consultas através do Telm: 966 862 376